Luh Keler

Florais de Bach

Por Luh Keler

 

A terapia floral foi desenvolvida pelo médico britânico Edward Bach (1886-1936).

 

Dr. Bach, em 1929, aos 43 anos era um médico respeitado por alopatas e homeopatas de toda Europa quando resolveu abandonar suas pesquisas e seu trabalho no meio acadêmico obedecendo um chamado interior.

 

Deixou a cidade e partiu para o campo em busca de novos remédios e para dedicar-se à descoberta e ao aperfeiçoamento de seu método de cura pelas flores. Ao longo de anos de tentativa e erro, preparando e testando milhares de plantas, Dr. Bach encontrou um a um e todos os remédios que procurava. Cada planta para tratar um estado mental ou emocional específico. Desse modo ele descobriu que, tratando a personalidade e os sentimentos de seus pacientes, sua infelicidade e tensão física se poderiam aliviar naturalmente, à medida que o potencial curativo de seus corpos se ia desbloqueando e permitindo seu correto funcionamento.

 

Entre 1930 e 1934 descobriu os 38 florais e escreveu os fundamentos de sua nova medicina. Em 1936, disse aos seus colaboradores que sua missão no mundo estava cumprida e, poucas semanas depois, faleceu.

 

O princípio básico da terapia floral é tratar o paciente e não a doença. Dr. Bach afirmava:

 

- “A razão principal do fracasso da medicina moderna está no fato de ela se ocupar dos efeitos e não das causas.”

 

- “Não existe cura autêntica, a menos que exista uma mudança de perspectiva, uma serenidade mental e uma felicidade interna.”

 

- “Desde tempos imemoriais, sabe-se que a Providência colocou na natureza recursos capazes de prevenir e de curar as enfermidades.”

 

- “A maior contribuição que podemos dar aos outros é sermos, nós mesmos, felizes e esperançosos, assim podemos tirá-los do seu desalento.”

 

Até o momento, não há uma explicação do modo de atuação dos florais capaz de satisfazer os critérios científicos atuais. A terapia floral age no plano mais sutil da pessoa; seu efeito auxilia na harmonização dos corpos (etérico, emocional e mental) e facilita o livre fluxo das energias superiores. As essências florais atuam sobre a desarmonia possibilitando a recuperação dos sintomas físicos.

 

Assim, os florais são administrados com parte de um tratamento com o conhecimento, a participação, a compreensão e a colaboração do paciente. Os florais são coadjuvantes do processo de autoconhecimento, transformação e reforma íntima. “Faz parte da cura, o desejo de ser curado.”

 

IMPORTANTE: Atendimentos somente através de agendamento. Favor entrar em contato para consultar disponibilidade, valores e formas de pagamento. Clique aqui!